Política

Notícias sobre política

Meirelles diz que reoneração não é aumento de imposto

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, insistiu durante o anúncio do corte de R$ 42,1 bilhões no orçamento que as medidas de reoneração da folha de pagamentos não se tratam de um aumento de tributos, mas sim da eliminação de uma opção que as empresas têm para recolher menos imposto.

Dos 54 setores beneficiados, 50 perderão o regime diferenciado. “Além disso, a medida preserva setores importantes para a geração de emprego. Todos compreendem a necessidade de recuperação da economia e para isso precisamos recuperar a arrecadação”, argumentou.

Questionado se o setor produtivo não faria oposição à medida, Meirelles respondeu que as lideranças empresariais foram consultadas sobre a reoneração pela equipe econômica antes do anúncio. “O setor produtivo não está em oposição ou raivoso e publicando anúncios contra essa medida. Recebi a visita dos autores dos anúncios e não há preocupação com reoneração da folha. Essa medida é compreendida. A preocupação (do empresariado) era com um aumento generalizado de tributos, como PIS/Cofins e Cide, que não aconteceu”, afirmou.

O ministro contou que o governo também dialogou com parlamentares antes de anunciar a reoneração da folha e disse não esperar oposição à medida no Congresso. “Isso está bastante dialogado, tomamos o cuidado de anunciar as medidas hoje e não na semana passada para dialogarmos com parlamentares e setores industriais”, relatou. “Existem medidas no Congresso que serão alvo de disputas mais intensas que essa. A reoneração está bem absorvida”, garantiu.

Meirelles detalhou ainda que, como só entra em vigor em julho, a reoneração da folha impactará a arrecadação de agosto a dezembro, com impacto estimado de R$ 4,8 bilhões. “Portanto, o efeito líquido será mais que o dobro em 2018, mais próximo de R$ 11 bilhões no próximo ano”, projetou.

Para o ministro, a medida é importante porque ajuda a garantir recursos para o cumprimento da meta de déficit fiscal de R$ 139 bilhões neste ano. “Cumprir a meta é relevante, essa é a grande mudança. Hoje estamos fazendo todo o necessário para cumprirmos a meta de 2017 e não mudarmos a meta como foi feito tantas vezes”, concluiu.

PSDB irá apresentar proposta com lista fechada em 2018

Em meio à busca para se definir um novo sistema eleitoral, o PSDB irá apresentar nas próximas semanas um projeto que estabelece para a próxima eleição geral a votação em lista fechada, com financiamento público. No mesmo texto, deverá constar um artigo prevendo um período de transição para que em que em 2022 o sistema…

Salário de R$ 30 mil, mandato vitalício e indicação política. O que fazem os conselheiros do TCE?

Com salário de R$ 30 mil, carreira vitalícia e direito a empregar até 20 cargos comissionados, o cargo de conselheiro do TCE (Tribunal de Contas do Estado) é um dos mais cobiçados do Rio de Janeiro. Para concorrer é preciso ser aprovado em votação pela Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro) ou então indicado pelo…

Doria bate boca com morador pró-Dilma: ‘Golpista é quem rouba’

O prefeito de São Paulo, João Doria, bateu boca nesta terça-feira com um manifestante que o interrompeu com gritos de “golpista” durante cerimônia de entrega de unidades habitacionais em Grajaú, na Zona Sul de São Paulo. Além do prefeito, participavam do evento o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), e o ministro das Cidades, Bruno…

Temer me pediu apoio para campanha de Skaf, diz Marcelo Odebrecht

Marcelo Odebrecht, ex-presidente e herdeiro do grupo, disse em acareação com o ex-diretor da empreiteira Cláudio Melo Filho que recebeu do então vice-presidente Michel Temer um pedido de “apoio” para a campanha de Paulo Skaf (PMDB) ao governo de São Paulo em 2014. Segundo relato do empreiteiro, ao qual a reportagem teve acesso, o pedido…

PADILHA PROPÔS MINISTÉRIO A RENAN POR TERCEIRIZAÇÃO

Segundo informações do canal Globonews, o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, foi ontem à noite ao gabinete do senador Renan Calheiros (PMDB-AL) oferecer a ele, em nome de Michel Temer, a criação do Ministério dos Portos, cuja indicação caberia ao ex-presidente do Senado, e mais verbas federais ao governador de Alagoas, Renan Filho; em…

Odebrecht, Andrade Gutierrez e Camargo Corrêa liberadas pra novos contratos com o governo

E lá vem, tudo de novo! TCU declara proíbidas de contratar com o governo por 5 anos a Queiroz Galvão, Queiroz Galvão, Techint Engenharia, EBE e UTC. Veja aqui. Por outro lado libera na cara dura: Odebrecht, Andrade Gutierrez e Camargo Corrêa para novos contratos com o governo. E o governo que disse que cobraria…

Vai cair todo mundo: JBS e a delação envolvendo políticos

A JBS, protagonista na operação Carne Fraca, segundo informações, prepara através de diretor Joesley Batista sua delação premiada. De acordo com fontes ligadas ao caso, haverá um outro terremoto em Brasília. O grupo JBS participou ativamente através de doações de campanha para políticos da alta cúpula em Brasília. A relação entre a empresa e os…

Detalhes da devassa que a Polícia Federal fez no Rio de Janeiro

A Polícia Federal, por ordem do Superior Tribunal de Justiça, promoveu o primeiro tsunami na política do Rio de Janeiro. Abaixo segue um resumão do que aconteceu e, segundo informações, tem muito mais pra acontecer. Prol na mira A sede da Prol, antiga Facility, pertencente ao Rei Arthur, o empresário Arthur César de Menezes Soares…

Maia envia ao Senado o projeto das ’10 Medidas contra Corrupção’

O presidente Rodrigo Maia encaminhou ao Senado nesta quarta-feira (29) o texto aprovado pela Câmara sobre as medidas de combate à corrupção (PL 4850/16). Na terça (28), o presidente da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania Rodrigo Pacheco (PMDB-MG) encaminhou despacho a Maia, informando a validade das assinaturas feita pela Secretaria-Geral da Mesa…